O SANTO E A PORCA LIVRO BAIXAR


Esta comédia em três atos, escrita em , traz todas as características do Movimento Armorial, criado por Suassuna. Aproximando-se da literatura de cordel. A presente obra é disponibilizada pela equipe Le Livros e seus diversos parceiros, O santo e a porca [recurso eletrônico] / Ariano Suassuna; [ ilustrações Zélia. O santo e a Porca, de Ariano Suassuna: o imaginário do sertão em nova cena. Autor: Aline Veja tabém: Baixar Livros de Aline Aparecida de Souza Gomes.

Nome: o santo e a porca livro
Formato:ZIP-Arquivar (Livro)
Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
Licença:Apenas para uso pessoal (compre mais tarde!)
Tamanho do arquivo:27.19 Megabytes

E O A LIVRO BAIXAR PORCA SANTO

Eu me tornei um freelancer Leia mais. Foi você, só pode ter sido você! Coautor es : Eliana Dias. Deve ser Dodó, Dodó Boca-da-Noite! É para celebrar o noivado. Me dê minha porquinha que você tirou do cemitério da igreja! Ia perdendo a porca, por causa da mulher! É uma comédia em três atos. Autor: Alexandre Compart.

A presente obra é disponibilizada pela equipe Le Livros e seus diversos parceiros, O santo e a porca [recurso eletrônico] / Ariano Suassuna; [ ilustrações Zélia. O santo e a Porca, de Ariano Suassuna: o imaginário do sertão em nova cena. Autor: Aline Veja tabém: Baixar Livros de Aline Aparecida de Souza Gomes. Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ. SEGUNDO ATO TERCEIRO ATO. $s. 25a ed. Suassuna, Ariano, O santo e a porca / Ariano. Download: O Santo e a Porca - Ariano Suassuna em ePUB mobi e PDF. Compre o livro História do Cerco de Lisboa, de José Saramago na. Baixe 7 Livros de Ariano Suassuna em PDF e complete sua Biblioteca Virtual com O Santo e a Porca 16 Livros de Nelson Rodrigues para Baixar em PDF.

É isso e é isso mesmo. Prepare-se, porque na hora eu lhe dou o vestido e você vai à entrevista! Vai saindo. Na hora do encontro entre Margarida e Eudoro, Caroba tranca Margarida no quarto, manda Benona permanecer também no seu e vai, vestida de Margarida, receber Eudoro.

Estava cheia de dinheiro! Todo mundo fala em furto, em roubo, e só se lembra da porca! A coisa que a gente mais deseja na vida, eu e ela, é casar! Ninguém diz nada! Pois bem, proponho um acordo a todos. Eu entrego a porca por esses vinte contos.

Ela tem cem vezes isso. Com os vinte contos posso baixar uma terrinha. Junto com a do padrinho de Seu Dodó, caso e vou fazer minha vidinha com Caroba. Nós devemos tanto a Caroba! Deixe pelos vinte contos! Pois assistam! Pensando bem, vejo que tudo terminou pelo melhor, eu com Benona, você com Margarida. Serei cego, por acaso? Ave Maria, valha-me Deus! Quem é?

Agora você me paga! Aí destrancam as portas dos quartos de Margarida e Dodó, Benona e Eudoro, e entram em outro. Dodó e Margarida saem do quarto e pensam ter sido surpreendidos por Eurico, que entra em casa dizendo estar perdido. A conversa entre Eurico e Dodó é engraçada, pois ambos se enganam: Dodó fala de Margarida, enquanto Eurico fala da porca que desapareceu.

Depois Eudoro e Benona do seu. Eurico se desespera. Tentam dissuadi-lo da importância do dinheiro, mas ele manda todos embora e fica só, com a porca e o Santo, tentando entender o que aconteceu, qual o sentido de tudo que houvera. Você aqui? DODÓ Sou eu, meu pai.

Peço-lhe que me perdoe, mas deixei o estudo. O jeito foi esse. DODÓ Deixei. Ganhei a confiança dele, fingindo que era avarento, e fui ficando até que Margarida correspondeu a meu amor e jurou casar comigo. É igual ao do senhor com tia Benona! DODÓ Meu pai, eu só gosto no mundo de criar boi. Deixe eu me casar! Nenhum de nós vai espalhar essa história, que eu sei! Casa em que eu trabalho, tem que ser casa de respeito, nessas coisas eu sou dura!

Meu povo Você fica trabalhando comigo na fazenda e eu faço uma casa para você. Ai, a porca! Agora, ou ele casa, ou morre!

E ainda por cima o que aconteceu com o meu patrimônio! A porca? Mas ele me paga! Tome, safado, tome! Que é isso? A barba! É bom saber Suassuna adaptou o texto de Plauto, mas desenvolveu uma releitura dentro do contexto nordestino da literatura de cordel. E o início do processo de vivência da perda. Segundo Ato: Tempo da espera pela entrevista as ações se passam no período da tarde. Terceiro Ato: Tempo das entrevistas e das revelações as ações se passam no período da noite.

Estas marcações ficam muito claras nas falas das personagens. É verdade? DODÓ Era. Por cima de queda, coice! Por que deixou que eu confessasse meu segredo? DODÓ A culpa foi sua, era eu falando da filha e o senhor pensando na porca! Juntei dinheiro a vida inteira, para a velhice, e agora perco, num dia só, a porca e a filha! Eu vou sair desta casa, porque para falar com franqueza, nunca pensei em ver tanto escândalo num dia só!

Eudoro e Benona aqui! DODÓ Claro que nego!

Livros - (O) - Page 4

Nunca imaginei que o senhor guardasse dinheiro dentro de porca nenhuma! Me dê minha porquinha que você tirou do cemitério da igreja! Faça o que quiser, mas me dê a minha porquinha! Vou gritar! Acordem todos! Eu vi tudo! Aí aonde? E o que é isso aqui? O que é isso aqui?

A carta amaldiçoada! Bem que eu estava com um pressentimento ruim! Ah carta amaldiçoada! Empurra os quatro num quarto qualquer, que tranca por fora. Tranca também as portas e janelas com barras de madeira e abre pelo meio uma grande porca de madeira, velha e feia, que deve estar em cena, atirada a um canto, como se fosse coisa sem importância Dentro dela, pacotes e pacotes de dinheiro. E preciso ver, é preciso vigiar! Vivem de olho no meu dinheiro, Santo Antônio!

Dinheiro conseguido duramente, dinheiro que juntei com os maiores sacrifícios. Pois sim! Ah, minha porquinha querida, que seria de mim sem você? Fique aí até outra oportunidade. Se eu pudesse, comia você inteirinha! Ai, mas é impossível! Abre as portas, numa alegria satânica. Ra, ra! Ficar com ela? DODÓ Sim. DODÓ Devolver? Devolver o quê? DODÓ Que eu tirei? De onde? Afinal, o que é que você quer? DODÓ Isso é coisa que o senhor diga? Porca por quê?

SANTO PORCA BAIXAR O E A LIVRO

Sua filha é a mais pura das moças, portou-se com toda a prudência e o senhor a trata com essa grosseira! Que é que minha filha tem a ver com isso? O que eu quero é minha porca, cheia de dinheiro, que você confessou ter roubado! DODÓ Uma porca? DODÓ Cheia de dinheiro? DODÓ Agi mal, confesso, minha falta é grave mas vim exatamente pedir que me perdoe. DODÓ Espere aí! Apesar das circunstâncias serem um tanto esquisitas, o que aconteceu foi coisa sem importância!

O que eu toquei nela foi muito pouco! Com que direito você foi tocar naquilo que era meu? DODÓ A culpa foi das circunstâncias. Você quer ficar com meu tesouro? Contra minha vontade? A coisa que eu mais desejo no mundo é ficar com ela! Mas hoje E agora, ainda mais esse Eudoro Vicente, querendo roubar o que é meu!

E LIVRO SANTO PORCA BAIXAR A O

A ambigüidade é um recurso muito utilizado por Suassuna, dando um tom satírico à obra. É importante notar as rubricas cumprem um papel de narrador. DODÓ É. É proibido casar? Como Chicó de O auto da Compadecida, ela é inteligente e ardilosa e por isso logo percebe a qual tesouro Eudoro se referia.

Pra quê? DODÓ Acalme-se, meu amor! Entrer aqui comigo. Vamos ver se é possível apurar o que ele viu.

Santo Antônio me proteja! Que negócio é esse de sair da casa dos outros e voltar nos mesmos pés? Que é que você quer dizer? Voltei porque vim lhe oferecer preço por essa porca que você guarda aí. Ai Santo Antônio!

PORCA E A BAIXAR LIVRO SANTO O

Veja o que querem fazer comigo! Ai minha porquinha! Precisa essa agonia? Diabo duma esquisitice danada! Olhe como estou! Você acha que eu devo lhe dar um beijo? Agora estou diferente, a vida me ensinou a ser menos tola!

Vou me vestir para o jantar. Chegue aqui esse espinhacinho, safado! Esse Dodó sempre foi doidinho! Diabo de povo mais esquisito! Mas parece que Santo Antônio me abandonou por causa da porca. É assim? Pois eu fico com a porca. Fui seu devoto a vida inteira: minha mulher me deixou, a porca veio para seu lugar.

A LIVRO SANTO PORCA E BAIXAR O

Ah, minha bela, ah, minha amada! Aqui você fica muito à vista de todos, todo mundo deseja a sua beleza, a sua bondade. Menos as sementes, viu? As sementes eu quero para fazer xarope e vender no armazém. Ganha-se pouco, mas sempre é alguma coisa para se enfrentar a crise e a carestia!

Persigna-se e sai. DODÓ — Que jeito que nada! Eu estou tentando arranjar seu casamento e o senhor vem dizer isso! DODÓ — E ainda por cima, o perigo que você nos fez correr! Era capaz de deitar tudo a perder. Era preciso que eu pai acreditasse que a noiva era ela. O senhor acha pouco? DODÓ — Resolver tudo o quê? Ela vai é complicar tudo, isso sim! Você, zombar da pobreza de meu pai? DODÓ — Duvidoso. Eu sei! DODÓ — E você? Parece estar ansiosa por essa entrevista!

E essa trapalhada de entrevista Afinal de contas, quem marcou a entrevista? Você foi Quem marcou, você é quem vai. Você é mais ou menos de meu tipo: com meu vestido, de noite, no escuro, pode passar por mim, perfeitamente!

Teatro O Santo e a Porca ( 1957)

É isso e é isso mesmo. Prepare-se, porque na hora eu lhe dou o vestido e você vai à entrevista! Vai saindo. Você foi ao hotel falar com ele? Precisava esclarecer certas coisas e fui! Trate de escolher! Que desconfiança é essa, se nunca lhe dei motivo? Quem gosta de dormente é o trem. Que é que você tem? Por quê? Chegou até a pedir que eu arranjasse uma entrevista dele com a senhora! Veste um vestido de Dona Margarida. Se alguém acordar, a senhora faz que é ela, que veio rezar, e ninguém desconfia.

Depois do jantar, deixo a porta destrancada e Seu Eudoro vem.

Você leu isso? BAIXAR HELLSING OVA 8

DODÓ — Margarida Fui eu que peguei uma briga com Caroba e vinha fazer as pazes. Todas duas deram de repente para querer ir à entrevista. Vamos fazer o seguinte: quando Caroba abrir a porta, a gente vem antes e se esconde aqui. Assim, assiste-se à entrevista e pode-se saber, afinal de contas, o que é isso. DODÓ — E o jantar? Você arranjou tudo? DODÓ — Chegaram uns homens aí fora. Arranjei uma porca assada para nós. É a porca? Ouvem-se gritos, som de pancadas, imprecações.

Guarde essa faca imediatamente. Quer mais? Que é que você veio fazer em minha casa sem minha ordem? Você é meu pai? E eu, o que quero é me salvar com minha porca. Ai, ai, minha porca! Ai minha porca, pelo amor de Deus! Saiam, saiam daqui imediatamente. Entrem aí que eu vou trancar vocês dois, seus ladrões!

Seus criminosos! Fiquem de costas, todos dois. Fiquem aí. Você se virou, Dodó? Você se virou? Entra de novo no quarto e volta rapidamente, aliviado. Que foi que houve aqui? DODÓ — Nada! O que é que você quer com minha porca? O jantar Entendendo e disfarçando. Ah, sim, naturalmente, a porca! Todo cuidado é pouco, Santo Antônio, todo cuidado é pouco!

E antes que me enganem, é melhor eu me certificar. DODÓ — Isso é um louco! Desde que estou aqui, só se comeu à noite uma vez. DODÓ — O golpe dele é esse! Deu o primeiro jantar, cobrou o preço.

Agora, quando Caroba cobra o ordenado, ele diz que ela primeiro pague o jantar. Com fama de doido, Zé Sabido enriqueceu.

Baixar O Casamento Suspeitoso

DODÓ — A felicidade nossa é que deixei um rapaz no Recife recebendo a mesada que meu pai me manda e ele remete o dinheiro pelo correio. É assim que vamos passando, eu e Caroba. DODÓ — Pega! Seu Dodó! Bote a barba, Dodó! DODÓ põe os disfarces. Sou eu, Caroba! DODÓ — Esperem, sou eu! Seu atrevidinho, seu moleque audacioso! Planeja suas histórias e depois vem com fingimento! Que fingido, que malandro! Quero recuperar Abraça-se com ele. Quem foi que gritou? Estava somente me lembrando de ainda agora!

Ai, meu Deus, eu hoje estufo de tanto rir! Sai empurrando todo mundo e todo mundo rindo. Quem foi? Pega, pega! Levaram, roubaram! Que é que eu faço, Santo Antônio? Desde que ela saiu daqui que começaram as ameaças! É melhor trazê-la. Com a capa, porque alguém pode aparecer. Isso é coisa que se faça? Os ricos, como você, é que têm essas obrigações. Você vem com suas insinuações e depois se admira! Afinal de contas, eu vou entrar na família e posso me permitir certas intimidades!

Faça o vale! Agora sinto-me seguro! Grande coisa é o dinheiro! O que eu trago aqui é somente uma cervejinha para o jantar. Uma cervejinha agora, depois dessa caminhada! Quero somente ver a cerveja! Tenho horror a mostrar a cerveja que vou beber!

E uma esquisitice É proibido ter esquisitice, é? Que homem mais esquisito, minha Nossa Senhora! Pronto, a porca fica aqui, agora!

Aqui, Santo Antônio, servindo de suporte à sua imagem. Ai, meu Deus, o santo ou a porca? Os dois! Ouvi dizer que você, Santo Antônio, era cabo do exército brasileiro: fique aí como cabo-de-dia, guardando o que é meu.

Mas veja como corresponde a esta confiança! É essa porca que ele defende com tanta raiva? Por que esse cuidado todo? Esclareça tudo, Santo Antônio! Esclareça que eu Se o senhor me esclarecer Pra fora daqui, conversador! Você pensa que me engana, mas eu sei quem você é! E agora você me paga!

Agarra-o pelo pescoço.

BAIXAR PORCA A LIVRO O SANTO E

A todo instante é pancada, esbregue, bofete, o diabo! Que diabo o senhor tem? O que foi que eu roubei? O que é que eu posso botar, o que é que eu posso pôr, o que é que o senhor quer? Mas tenho certeza de que você tem.

Mas eu conheço suas manhas. Você gosta de brincar, mas tenho certeza de que você tem. Tenho o quê? Queria saber, hein? Fora daqui! E que Santo Antônio lhe cegue os olhos e lhe dê paralisia nos dois braços e nas duas pernas duma vez. Mesmo movimento anterior de ambos.

E aqui? Agora, nós, Santo Antônio! Você, que dizem ser o santo mais achador! Eu devia ter me pegado era com um santo perdedor! O cemitério da igreja! É aqui perto e é lugar seguro. Ao cemitério! Procurei-o Por toda parte.

7 Livros de Ariano Suassuna para Baixar em PDF

O jantar demorou, mas agora vai sair. O senhor deve estar com fome, hein? Diabo de mulher enxerida! Parece até que o senhor andou engolindo cobra! De capa, todo misterioso, antes do jantar? Para onde é que se bota? Sai na carreira.

E você, que intimidade com ele é essa? Estava disposto a lhe pedir desculpas, mas agora mantenho o que disse. Que diabo de intimidade com o velho é essa? Boa romaria faz quem em sua casa fica em paz! Vivo e de testa limpa! Eu comecei a lhe dar muito valor, você ficou convencido demais. Dê o fora! Eu também ia lhe explicar tudo sobre a entrevista, mas se você vem com essa desconfiança de minuto em minuto, pode se danar!

Com toda a avareza, com toda a ruindade e as manias, é um dos homens mais sofredores que conheço. Nada na vida dele deu certo, casou-se, a mulher o deixou e toda a esperança dele agora é essa filha que nós lhe vamos tirar.

Queria lhe dizer isso. Desta vez eu enriqueço, nem que seja à custa de minha caveira! Um barulho de fim de jantar e vozes que se aproximam. Boa noite, Eudoro. Quando disse que começou a precisar de Santo Antônio? Você ainda se lembra dela? Em outras circunstâncias, era um assunto muito doloroso para mim. Mas agora É melhor do que ficar com essa história pendendo eternamente entre nós. Se as circunstâncias tivessem sido outras Você se lembra da noite que passei em sua fazenda com Eurico?

Foi desde aquele dia que você me deixou. Por que foi aquilo, Benona? Bem, naquela noite em sua casa Você sabe o que foi, fiquei com medo de você.

Se eu soubesse, teria vindo e falado de tal maneira, que você me perdoaria e teria talvez casado comigo. Até mais tarde, Eudoro. Margarida sabe de tudo? Vou trancar as portas e depois destrancar uma, é por essa que o senhor volta. Por que eu? Por aqui, Seu Eudoro. Que jantar mais angustiado! De vez em quando Tia Benona dizia uma frase perigosa, papai outra Eu via a hora de se descobrir tudo.

Mas hoje ele vai me pagar o novo e o velho. A senhora trouxe o vestido? Tome e assuma a responsabilidade. Eu me vingo de você! Passe bem, Caroba. Espero que tudo dê certo, tanto no meu interesse como no seu. Entre que eu trancarei a porta. O vestido, aqui. Falta alguma coisa, meu Deus! Ah, sim, a vítima! Dona Benona! Crote, crote, crote! Ouvi o sinal! Aí destranco a porta de entrada e fico esperando Seu Eudoro. Quando ele vier, canto como gia, chamo a senhora e desapareço.

Se precisar, grite, que eu venho. Entre, se embeleze, trate Seu Eudoro com carinho e deixe o resto que eu garanto. E que Santo Antônio nos proteja, Caroba! Ela abaixa as luzes, ajeita o cabelo, tudo isso enquanto vai falando e mudando a roupa. Acho que vai dar bem. E agora, meu Deus?

Destranca a porta e escuta no quarto do velho. Assim que Seu Eudoro entrar no quarto de Dona Benona, eu dou o alarma e ele se compromete, a simples entrada no quarto basta. De modo leve isso em conta e trate de me ajudar. Bom almoço, boa janta, boa ceia e bom café, da roseira eu quero o galho, do craveiro eu quero o pé. Proceder assim é reduzir as possibilidades do gênero. Existe toda uma riqueza específica da oralidade que pode e deve ser explorada", diz Bazzoni. Também vêm desses docentes as dicas para garantir a atratividade do produto final.

Ao acessar um podcast, por exemplo, o ouvinte se interessa pelo tema, quer ouvir algo específico. O roteiro tem de estar afinado com esse propósito e o tempo tem de ser cronometrado.

Quer saber mais? Mercado de Letras, tel.