CAPITU GLOBO BAIXAR


Capitu é uma minissérie brasileira produzida pela Rede Globo e Capitu é a segunda produção do Projeto Quadrante (a primeira foi A Baixar arquivo de qualquer tamanho pelo Google Drive sem dar erro no download. Pontos de download necessários para baixar Baixar o documento . Minissérie Capitu da rede globo, personagem Escobar vestindo batina. Sinopse: Capitu é uma minissérie brasileira produzida pela Rede Globo e exibida entre 9 e 13 de dezembro de , em 5 capítulos. Baseada no romance .

Nome: capitu globo
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
Licença:Apenas para uso pessoal (compre mais tarde!)
Tamanho do arquivo:71.38 Megabytes

BAIXAR CAPITU GLOBO

Capitu comps-se depressa, to depressa que, quando a me apontou porta, ela abanava a cabea e ria. A leitura de Capitu como mulherinha -toa Alexandra Richter. Aos professores, colegas de trabalho, que me substituram quando precisei me ausentar. O agregado José Dias. Para ela, Capitu foi vtima em todas as circunstncias. Caractersticas como coragem, persistncia, segurana, esperteza e confiana em si mesma esto to presentes na personalidade de Capitu, que at o seu nome adequado para designar tais virtudes. Esse negócio de padre é foda. In: Tempo Brasileiro. É Machado de Assis encenado por Orlando Orfei. Nele, a autora defende Capitu da acusao de infidelidade vinda do marido, utilizando uma outra interpretao para o. Espalha por aí: Clique para compartilhar no Facebook abre em nova janela Clique para compartilhar no Twitter abre em nova janela Clique para compartilhar no Telegram abre em nova janela Clique para compartilhar no WhatsApp abre em nova janela Clique para compartilhar no Pinterest abre em nova janela Clique para compartilhar no Pocket abre em nova janela Clique para compartilhar no Tumblr abre em nova janela Clique para enviar por email a um amigo abre em nova janela Mais Clique para compartilhar no LinkedIn abre em nova janela Clique para compartilhar no Reddit abre em nova janela Clique aqui para compartilhar no Skype abre em nova janela. O direito fala: a questo do preconceito lingstico. Na sua nova vida, a personagem se satisfaz afetiva e sexualmente com uma mulher.

Pontos de download necessários para baixar Baixar o documento . Minissérie Capitu da rede globo, personagem Escobar vestindo batina. Sinopse: Capitu é uma minissérie brasileira produzida pela Rede Globo e exibida entre 9 e 13 de dezembro de , em 5 capítulos. Baseada no romance . Faça o Download do capítulo 2 – AQUI (Em breve estaremos atualizando os Exibida em pela Rede Globo, a minissérie Capitu, é a. Ópera, teatro, cinema mudo e elementos da cultura pop mesclavam-se em Capitu, baseada em Dom Casmurro, de Machado de Assis. CAPITU: Minissérie Completa. Posted on 11 de agosto de by AdmSinT. Baseada no livro “Dom Casmurro”. Exibição Rede Globo. 1ª Exibição, Baixar.

Dicionrio Houassis da Lngua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, Numa linguagem coloquial, o autor inicia seu texto definindo a personagem machadiana: Capitu luz, safadeza, ironia, sem-vergonhice, , acima de tudo, prazer e alegria. Ele explica que o moderno luta o tempo todo para impor sua condio, mas termina sendo vencido pela tradio:. Cortam-lhe o trajeto, disciplinam seu caminhar, reduzem sua criatividade e imaginao. Tudo que acontece culpa do. O moderno passa a ser identificado como mal, como infidelidade, como traio e, principalmente, como rompimento da paz familiar.

Mediante o contraste entre a modernidade e a tradio, o autor situa o paraso de Capitu, ao lado do moderno, em oposio ao seu meio social: Capitu leveza e ternura numa sociedade pesada e em decadncia.

Vai perdendo sua ironia, seu jeito provocante e se reduz, com o casamento, a uma senhora da sociedade. Entretanto, ele converte positivamente essa caracterstica, acrescentando-a s qualidades da personagem: uma cigana, adivinha o que necessrio fazer para que mesmo suas brincadeiras mais perigosas.

Capitu no paraso tropical. In: Tempo Brasileiro. Abriljunho de 50 Ibidem, p. Exilada na Europa, ela afastada do seu meio social, das pessoas do seu convvio e da sua cidade natal. Na Europa, ela s recebe a visita de Jos Dias e atravs dele, recebe notcias das pessoas conhecidas no Brasil: Capitu se informa de seu inferno, de sua priso.

E isso a mata aos poucos Galante de Sousa, autor de livros que so obras-fontes indispensveis ao estudioso de nossa literatura, sobretudo sobre a obra de Machado de Assis, publica em parceria com Afrnio Coutinho a Enciclopdia de Literatura Brasileira. Publicada em , como obra pstuma de Galante de Souza, esse estudo o resultado de um trabalho realizado durante trinta anos em busca de conhecimentos sobre a histria literria brasileira.

Nela, os autores definem a personagem machadiana como a extraordinria protagonista da obra-prima do. Abriljunho de , p. Da esplndida galeria feminina do Machado de Assis, ela a mais bela e insinuante. Mediante isso, os autores alegam que Capitu uma r sem defesa.

Embora a expresso de Capitu diante de Escobar, no caixo, e as semelhanas que o marido via entre o filho, Ezequiel, e o amigo morto, tenham levado Bentinho a desconfiar da esposa, Roberto Schwarz parte de um outro argumento que sustente as desconfianas de Bentinho na obra Duas Meninas59, publicada em Ele explica que as caractersticas de Capitu, inexistentes em Bentinho, poderiam ser suficientes para confirmar as suspeitas do marido: a independncia moral e intelectual de Capitu, sem a qual Bentinho no teria escapado batina, troca de feio e confirma as insinuaes do comeo.

A mulher com idias prprias tinha que dar em adultrio e no filho do outro. Enciclopdia de literatura brasileira. Rio de Janeiro: FAE, A poesia envenenada de Dom Casmurro. In: Duas Meninas. Dentre as trs leituras, o crtico literrio, em seu texto, focaliza a ltima. Ele entende que apesar de Bento Santiago apontar as evidncias contra sua esposa, no h como condenar ou absolver Capitu: Em suma, no h como ter certeza da culpa de Capitu, nem da inocncia.

Essa caracterstica fortemente identificada no seu comportamento, quando ela age, ao saber que seus planos matrimoniais estavam prestes a ser arruinados pela me de Bentinho: Quando a santa me de Bentinho resolve cumprir uma promessa e mandar o filho para o seminrio, pondo em risco os planos conjugais da vizinha pobre, esta explode num raro espetculo de independncia de esprito e inteligncia. Entretanto, esse mais um trao ausente na personalidade de Bentinho, pois ele fraqueja quando tenta contar me que no pode ser padre porque deseja se casar com Capitu.

Bentinho contradiz suas intenes, soltando um: eu s gosto de mame. Ao concretizar suas intenes matrimoniais, ela se liberta das condies modestas de sua famlia: como um pssaro que sasse da. Alfredo Bosi, na sua obra O enigma do olhar, publicada em , analisa a metfora do olhar de Capitu. Bosi disseca este olhar da personagem comparando-o com os olhos de Sofia, personagem do romance Quincas Borba.

Onde baixar a serie capitu da globo?

Outro ponto em que Bosi analisa Capitu na sua obra, ainda comparando-a com Sofia, aquele que se refere ao seu desejo de se inserir na alta sociedade, a fim de elevar sua condio financeira, pondo em prtica suas ambies: Ambas, cada uma a seu modo, almejam a plena insero na sociedade conservadora onde vivem. O enigma do olhar. Como sua famlia era de origem humilde, o casamento era o meio existente para concretizar seus planos.

Dessa forma, Capitu ata seus dois grandes desejos com o enlace matrimonial: o amor por Bentinho e sua posio na sociedade. Porm, os sonhos de Capitu so desatados quando Bentinho a acusa de traio. Ela at mantm seu padro social, mas exilada na Europa. Assim, Capitu afastada e abandonada por quem ela aguardou, pacientemente, at que ele sasse do seminrio e se formasse em Direito.

Segundo Bosi, Bento segue um prottipo de homem que tende a afirmar sempre o contrrio do que sente. Um dia cometeu um ato imprudente: recusou a paternidade de um filho que sua mulher dizia ser dele, expulsou-a de casa para a Europa e depois no teve coragem de dizer aos vizinhos que se separara da mulher.

Para simular, aos olhos da sociedade, encontros com a famlia, viajava Europa, mas no a visitava:. Embarquei um ano depois, mas no a procurei, e repeti a viagem com o mesmo resultado. Na volta, os que se lembravam dela, queriam notcias, e eu dava-lhas como se acabasse de viver com ela; naturalmente as viagens eram feitas com o intuito de simular isto mesmo, e enganar a opinio.

Mesmo condenada por adultrio e submetida ao exlio, Capitu ainda tenta se reconciliar com seu marido. Entretanto, a tentativa de reconciliao de Capitu foi invlida pois Bentinho no correspondia aos sentimentos expressos nas cartas que Capitu enviava, conforme testemunho do narrador: Ao cabo de alguns meses, Capitu comeara a escrever-me cartas, a que respondi com brevidade e sequido.

As delas eram submissas, sem dio, acaso afetuosas, e para o fim saudosas; pedia-me que a fosse ver. Bosi analisa a mesma passagem do romance, j comentada por Gledson: Capitu era Capitu, isto , uma criatura mui particular, mais mulher do que eu era homem Reformula as palavras de Bentinho, definindo Capitu: O singular em estado puro Capitu era Capitu casa-se com o universal feminino mulher , e da nasce este mui particular, intensivo, que leva ao extremo possvel a recusa classificao.

O personagem-narrador, Bentinho, alm de conceituar Capitu como uma criatura mui particular, tambm aceita a definio de Jos Dias concedida moa como olhos de ressaca, pois assim ele percebe que o poder de seduo dela advm dos seus olhos. Em Dom Casmurro, Bentinho os v como uma intuio perturbadora, como se sentisse nesse mar em ressaca, um forte poder de atrao, a ponto de inferiorizar seu lado masculino.

Bosi aprova a comparao de Jos Dias e a percepo de Bentinho, quanto ao poder dos olhos de Capitu:. O fluxo e o refluxo do olhar, figura da vontade de viver e de poder, uma s energia latente naquela mulher, mais mulher do que eu era homem, como Bentinho admite na sua confisso de fraqueza que inverte a posio de classe e a faz esquecida ou inoperante.

Porm esse mesmo olhar, to enigmtico e irresistvel, que cega Bentinho e incrimina Capitu. Ela nem suspeitava que a sua expresso, no velrio do melhor amigo do marido, fosse apreendida como reveladora de um sentimento amoroso pelo morto. A partir disso, Bentinho passa a dar nimo acusador a esse olhar, atitude esta que permanece at o fim do romance. BOSI, Alfredo. Atravs do posicionamento de alguns crticos da obra machadiana, abordada nesse captulo, no possvel obter uma definio precisa da personagem, pois Capitu exatamente aquilo que Eugnio Gomes exps no ttulo da sua obra: um enigma.

Enquanto uns a atacam, outros a defendem e alguns se mantm neutros por no acharem adequada a discusso sobre a culpa ou inocncia de Capitu no romance. O texto Dom Casmurro prope vrias discusses e, dessa forma, ele vem atravessando os anos com diferentes leituras, conforme expe Eugnio Gomes:. Acha-se precisamente neste caso o Dom Casmurro, que a narrativa mais ambgua da literatura nacional.

Sendo Capitu o alvo primordial de toda essa crtica, ela se torna uma das personagens femininas que maior destaque teve na literatura brasileira. Seu papel social, e tudo que se refere a ela em Dom Casmurro, to polmico que j foram montados dois jris para que fossem levantados todos os argumentos para definir a culpa ou inocncia de Capitu. Eugnio Gomes cita, em sua obra, que foi realizada, em , uma conferncia literria pronunciada na Bahia, por Aloysio de Carvalho Filho, que utilizou-se de sua dupla autoridade de escritor e criminalista:.

Refiro-me aqui obra de Eugnio Gomes, cujo ttulo O enigma de Capitu. O enigma de Capitu. Com a sua dupla autoridade de escritor e criminalista, Aloysio de Carvalho Filho, aps mostrar as diferentes reaes da crtica brasileira a esse romance, sutilmente conclui: Que lhe parece, mesmo?

Capitu, culpada? A resposta de Machado de Assis vem discreta e amena, sem surpreender, nem decepcionar: Talvez culpada. Quem sabe se inocente? O resultado apresentado nessa conferncia comprova que cada leitor pode expressar uma opinio diferente, e que existem vrias leituras possveis do romance machadiano.

Porm, em outro jri, houve um posicionamento quanto questo de adultrio levantada na obra Dom Casmurro. Isso ocorreu no Julgamento de Capitu, promovido pelo jornal Folha de So Paulo, em junho de , ano da comemorao dos anos do nascimento de Machado de Assis e do centenrio de Dom Casmurro.

O objetivo desse julgamento foi abordar uma questo irresolvida no romance de Machado de Assis: se a personagem Capitu traiu ou no seu marido Bentinho. Com a presena de juiz, advogados de defesa e de acusao, testemunhas de defesa e de acusao, foi dado o veredicto: Capitu foi absolvida por falta de provas:. Apesar de se dizer convicto intimamente do adultrio cometido por Capitu durante seu casamento com Bentinho, Seplveda Pertence o juiz acatou a argumentao da defesa de insuficincia de provas.

O julgamento de Capitu. Folha de So Paulo, So Paulo, 22 jun. A advogada de defesa de Capitu, Luiza Nagib Eluf, argumentou que no havia provas de conjuno carnal, o que a lei brasileira configura como adultrio. Porm, o advogado de acusao, Mrcio Thomaz Bastos, alegou que as semelhanas entre o suposto amante, Escobar, e o filho de Capitu, Ezequiel, seriam suficientes para provar a traio.

Embora de lados opostos, as testemunhas de defesa e as de acusao, em unanimidade, qualificaram Bentinho como neurtico, fracassado e at mesmo chato.

Capitu | Minha Série

Dentre os depoimentos dos integrantes do julgamento de Capitu, a testemunha de defesa, Rosiska Darcy de Oliveira, alm de desmontar a acusao, foi a nica testemunha aplaudida no jri.

Rosiska, no seu testemunho, uniu feminismo, argumentao jurdica e interpretao literria, explicando que era Bentinho, e no Capitu, quem tinha desejos de infidelidade pela mulher do amigo Escobar, Sancha. O envolvimento de Sancha com Bentinho, em Dom Casmurro, gerou-se em torno de troca de olhares e um prolongado aperto de mo, na vspera da morte de Escobar: Quando samos, tornei a olhar com os olhos dona da casa. A mo dela apertou muito a minha, e demorou-se mais que de costume Foi um instante de vertigem e pecado.

Tentar comprovar a traio ou a inocncia da personagem, alm de interferir no enredo do romance, querer alterar a proposta do autor, na obra.

Por outro lado, toda essa discusso torna Capitu uma personagem inacabada, pois desde a sua criao ainda se discute sua postura, suas reaes, seus traos psicolgicos e seu envolvimento com Escobar em Dom Casmurro. No h como saber se a inteno de Machado de Assis era criar uma personagem feminina que deixasse dvidas sobre sua fidelidade conjugal, e talvez o criador de Capitu nem suspeitasse que sua personagem mexeria tanto com a crtica e a opinio pblica durante tantos anos.

Rubens Alves Pereira analisa as cartas remetidas a Machado de Assis por Graa Aranha, no texto Dom Casmurro pr e ps: fraturas paralelas, e sugere uma curiosa relao entre a personagem Capitu e uma mulher que teria despertado a ateno de Graa Aranha em uma de suas viagens.

Graa Aranha descreve, em carta a Machado, que conhecera uma linda hspede grega no hotel em que se hospedara, em Bex, nos Alpes da Sua. Rubens Alves Pereira conta que Pelas referncias que Graa Aranha faz acerca da hspede grega, possvel verificar algumas semelhanas com a Capitu de Machado de Assis. Graa Aranha, como se pode ver nas cartas que remetia a Machado, encantou-se pela mulher grega na Sua, local em que Capitu foi submetida ao exlio pelo marido.

A vida pessoal da hspede do hotel Bex se assemelha, em muitas situaes, com a trajetria de Capitu. Na mesma carta, endereada a Machado, Graa Aranha conta o que soube sobre a jovem grega, atravs de um polaco:.

BAIXAR CAPITU GLOBO

Era casada, e com um sublime disfarce teve por amante o maior amigo do marido. Do marido no lhe restou nada, mas do amante lhe saiu um filho E o bom senso que nesse caso era o marido no entendeu da histria dos amores seno quando o filho do outro comeou a repetir os sestros paternos. Mas antes da exploso domstica, o mar, o belo e untuoso mar do Pireu resolveu providencialmente o caso matando numa rsea madrugada o amante.

A grega foi perfeita em dissimular a sua bem entranhada dor e inquebrantvel assistiu ao lado da mulher legtima a toda a cerimnia fnebre. Mas, disse nestas palavras o narrador polaco: Momento houve em que os olhos da grega fitaram o defunto, quais os da viva, sem o pranto nem a palavra desta mas grande e abertos como a vaga do mar l fora, como se Dom Casmurro pr e ps: fraturas paralelas. In: Fraturas do tempo Machado e seus leitores.

Rio de Janeiro: Sette Letras, Olhos de ressaca, conclu eu, enquanto contemplava a dona deles, que descuidada passava a sorrir radiosa no meio da folhagem verde. H, no contedo das cartas de Graa Aranha, algumas semelhanas entre a jovem que ele conheceu e a personagem Capitu de Dom Casmurro. Capitu tambm teve, segundo o narrador de Dom Casmurro, um envolvimento amoroso e sexual com o melhor amigo de seu marido, Escobar. Desse relacionamento, conforme o testemunho de Bento Santiago, nasceu Ezequiel.

As duas razes pelas quais Bentinho alimentou seus cimes tambm coincidem com o percurso da vida da bela grega, citada por Graa Aranha. Ou seja, o olhar entristecido diante do suposto amante morto no caixo e o cacoete do filho Ezequiel em imitar o mesmo. Como em Dom Casmurro no possvel obter a verdade sobre a fidelidade de Capitu, tambm no h como saber se todas as informaes sobre a grega so verdadeiras, pois sua vida tambm relatada a Graa Aranha atravs de um narrador, o desconhecido polaco, assim como tais informaes nos chegam somente pelo relato das cartas de Graa Aranha.

Rubens Alves Pereira explica no seu ensaio que h um jogo intertextual entre as cartas de Graa Aranha e o romance Dom Casmurro. O crtico literrio ressalta como seria interessante fazer um estudo sobre as interferncias das cartas de Graa Aranha nas leituras crticas, estticas e filosficas da obra de Machado de Assis. Discusses sobre Capitu ter cometido ou no o adultrio e anlises sobre sua personalidade so o que tornam a enigmtica Capitu a personagem preferencial da crtica literria sobre a obra Dom Casmurro.

GLOBO BAIXAR CAPITU

Isso, provavelmente, ocorre devido sua ambigidade e pelas dvidas deixadas por Machado de Assis sobre a fidelidade dela. Apresentada por um narrador que inveja suas caractersticas, julga-a adltera e a condena ao exlio, Capitu conquista os leitores com seu estilo e suas qualidades e os convida a produzirem diferentes. Dessa forma, Capitu ultrapassa geraes, sendo inserida em outros textos com novas recriaes, renascendo em outras pocas e em diferentes espaos. O vocbulo cnone originou-se da palavra grega Kanon, que, inicialmente, designava instrumento de medio e era sinnimo de lei, norma ou princpio de seleo e excluso.

O sentido do vocbulo foi se alterando, havendo relao com o contexto bblico, tornando-se o termo, posteriormente, importante para a crtica literria. Os textos que so considerados cannicos passam por um processo minucioso de avaliao e excluso.

John Guillory relata as preocupaes da crtica contempornea em relao ao cnone:.

GLOBO BAIXAR CAPITU

O processo de formao cannica sempre tem sido determinado pelos interesses do mais poderoso, e por isso que os trabalhos escritos pelas mulheres, ou negros, ou outros grupos no aparecem no cnone. Guillory destaca que, na perspectiva do cnone tradicional, apenas uma minoria elitizada julgou, ao longo dos sculos, quais trabalhos literrios podiam ser canonizados e essa deciso partia de um grupo exclusivamente masculino, de alto padro social e branco, ou seja, relaes desiguais de gnero e de raa foram preponderantes na seleo dos textos literrios que compunham o cnone.

A produo textual submetida canonizao privilegiou, e ainda privilegia, determinados modelos de sujeito, de cultura e de valores, refletindo a posio social e a viso de mundo de uma minoria.

Essa restrio destacou-se desde as primeiras elaboraes de cnones literrios at o sculo XX. Atualmente, o cnone ainda continua sendo um processo de excluso. Embora, atualmente, os critrios seletivos empregados no sculo passado no sejam to evidentes, o cnone no deixou de ser um processo que exclui. Critical terms for literary study. Chigago: The University of Chicago Press, The process of canon-formation has always been determined by the interests of the more powerful, and that is why works by women, or blacks, or other subject groups do not appear in the canon.

Os textos cannicos ainda so, desde o seu princpio, portadores de valores hegemnicos, pois se caracterizam como obras que apresentam o mesmo valor, e os considerados no-cannicos so aqueles portadores de valores subversivos ou simplesmente no-hegemnicos. Quanto participao das mulheres no cnone literrio, a crtica feminista obteve, a partir da segunda metade do sculo XX, presena fundamental, questionando a razo da quase inexistncia no cnone de obras escritas por mulheres, resgatando as obras e as escritoras que haviam sido excludas.

Entretanto, os vetores de opresso e excluso se estendem a diferentes situaes, tais como posio geogrfica, poltica, social e racial. John Guillory discorda do processo seletivo de textos a serem canonizados. Eu gostaria de sugerir que a questo do julgamento uma questo errada para analisar o contexto de formao cannica. Sendo assim, os crticos do cnone elegem determinados valores que consideram canonizveis e excluem outros.

Todo processo de formao de cnones literrios, portanto, alm de ser impreciso , pois possui diferentes fatores de excluso, injusto, porque relega vrios textos que poderiam ser to bons quanto aqueles submetidos canonizao. Ao longo da histria, questes de gnero, de raa e classe sempre foram fatores de excluso do cnone literrio. Com relao produo feminina, John Guillory explica que era uma prtica comum excluir do processo cannico qualquer tipo de produo textual realizado por escritoras, antes do sculo XVIII.

I would like to suggest that the question of judgment is the wrong question to raise in the context of canon-formation. Porm, mesmo com a presena de algumas escritoras no cnone - j que autoras consagradas, como Jane Austen, foram por muito tempo excees - ainda continuava prevalecendo a preferncia dos crticos em levar canonizao somente as obras de autoria masculina, sendo que somente elas eram merecedoras de ateno crtica.

Sobre a questo de raa, no incio do sculo XX o teor de excluso era to evidente, que havia uma apologia ao branqueamento como critrio de civilizao, ou seja, a questo racial prevalecia, acima de qualquer critrio de avaliao do processo cannico.

H tipos superiores, raas superiores Creio que no Brasil terminar predominando o tipo branco Ns, individualmente, nos acreditamos inteligentes e vivos. Temos gosto pelas coisas de esprito, e a pequena elite, que se preocupa com livros e escritores e que encontra no mundo fenmenos mais interessantes do que as intrigas da politicagem indgena, l e procura cultivar-se, acompanhando o movimento literrio moderno.

Os textos literrios pertencentes s classes sociais mais baixas no se destacavam no processo cannico, at o sculo XX, visto que apenas uma minoria de alto padro social decidia quais trabalhos poderiam ingressar no cnone literrio.

Dessa forma, era comum que os intelectuais inseridos na alta sociedade fossem favorecidas pela canonizao literria. Atualmente, no h muitas mudanas nesse processo com relao s questes de gnero, raa e classe social. No Brasil, poucas mulheres e negros tm suas obras consagradas pela Conversely, when more and more women after the mideighteenth century were taught to read and write, works by women did begin to appear in the canon for example, the novels of Jane Austen.

Estudos crticos. Rio de Janeiro, Jacinto Ribeiro dos Santos, Pensar d as margens: estar o cnone em estado de stio? Rio de Janeiro: Abralic, O fator racial, sendo um forte critrio de excluso, impede que autores negros tenham seu merecido reconhecimento. Na histria da literatura brasileira, entre os renomados autores, poucos autores negros tiveram destaque, tais como Lima Barreto, Cruz e Sousa e Machado de Assis.

Os autores foram, muitas vezes, discriminados e vtimas de preconceito de cor. Lima Barreto, de pai portugus e me escrava, foi vtima de toda espcie de preconceitos. Assim como o poeta Cruz e Sousa, s teve seu valor reconhecido postumamente. Na contracorrente do habitual, Machado de Assis foi consagrado como um dos maiores escritores da literatura brasileira aps o xito obtido com seus romances da sua fase madura.

Alm de ser negro e de origem humilde, o escritor fluminense apenas freqentou a escola primria, caractersticas que jamais possibilitariam seu ingresso no cnone literrio.

BAIXAR CAPITU GLOBO

Claudio Cruz, no ensaio A prosa de Lima Barreto: o que quer essa lngua? O ensasta aponta a formao dos trs escritores negros:. Formao excepcional teve o garoto Cruz e Souza, muito boa no caso de Lima Barreto, e autodidata, em grande parte, no que diz respeito a Machado de Assis mas, mesmo assim, s possvel pelo apadrinhamento inicial. A produo intelectual de Machado de Assis, iniciada com a crnica e o teatro, se intensificou com os romances da maturidade, gerando grande repercusso na crtica literria.

Rita Terezinha Schmidt destaca: os crticos literrios sempre tiveram uma atuao. CRUZ, Claudio. A prosa de Lima Barreto: o que quer essa lngua? O direito fala: a questo do preconceito lingstico. Florianpolis: Insular, Apadrinhamento, para o autor, refere-se conscincia social de nobres famlias do Imprio e a conseqente adoo social, efetuado pela famlia de posses, em relao ao escritor. Machado foi canonizado, apesar de suas condies histricas no lhe serem favorveis. O sucesso de sua produo literria, desde o sculo XIX, atravessa sculos e garante xito para a literatura brasileira em nvel mundial.

Dentre a triologia mais famosa do autor - Memrias Pstumas de Brs Cubas, Dom Casmurro e Quincas Borba - Dom Casmurro o romance de Machado de Assis que mais repercutiu na crtica brasileira, e a personagem feminina Capitu tornou-se alvo principal de muitas discusses. Os crticos literrios e os escritores contribuem com a canonizao da obra Dom Casmurro, produzindo discusses e diferentes leituras em torno dela.

Faça o download também: PARASITOLOGIA NEVES BAIXAR

Trevisan em Capitu sou eu e Moacyr Ges Filho, no filme Dom constroem em seus textos88 diferentes personagens chamadas, ou apelidadas, Capitu, inspirados na obra de Machado de Assis. No romance Capitu, de Lygia Fagundes Telles e Paulo Emilio Salles Gomes, a inteno dos autores era apenas fazer uma adaptao cinematogrfica, idia que surgiu em plena ditadura militar, na dcada de Entretanto, aps o lanamento do filme89, o roteiro foi esquecido por alguns anos.

Depois da morte de Paulo Emilio Salles Gomes, em setembro O termo texto, nesse estudo, abrange diferentes linguagens e gneros narrativos. Portanto, isso no impede que o filme Dom seja discutido como texto, j que sua anlise tambm parte do roteiro.

Somente em , Lygia encontrou os escritos com o responsvel pelo acervo da Cinemateca e os publicou. Os prprios autores admitem que escrever sobre a Capitu machadiana seria recrila, pois dar continuidade mesma Capitu de Dom Casmurro seria uma tarefa v e trairia a Capitu de origem.

Eles se justificam:.

Séries Nacionais

J tnhamos discutido antes as dificuldades de recriar literariamente Dom Casmurro para uma futura adaptao cinematogrfica. Usando de toda liberdade nessa recriao e sem trair o original possvel isso?

A esperana da liberdade sem traio. No romance Enquanto Isso em Dom Casmurro, de Jos Endoena Martins, Capitu multiplicada com diferentes traos fsicos e psicolgicos, alterando inclusive sua cor. A personagem, cansada da vida que leva, abandona o romance realista Dom Casmurro e passa a ter uma nova vida, ps-moderna, na cidade de Blumenau, transformando-se numa outra Capitu.

Antonio Hohlfeldt explica, na obra A literatura catarinense em busca de identidade: a poesia, a guinada na vida de Capitu:.

Capitu responde se traiu ou não Bentinho

A idia simples e eficiente: a personagem central de Dom Casmurro, clssico de Machado de Assis, cansa-se da mesmice em que, segundo ela, vivia naquele romance realista, e, mediante o desejo, atravessa as fronteiras espao-temporais, deslocando-se para um outro texto, no caso, o romance em processo Enquanto Isso em Dom Casmurro. Nesse romance, Jos Endoena Martins transporta a Capitu de Machado de Assis para dentro de sua obra e a recria de modo irreverente e pardico. A personagem convive e. A literatura catarinense em busca de identidade: a poesia.

Porto Alegre: Movimento, Florianpolis: Ed. A obra Amor de Capitu, de Fernando Sabino, narrada em terceira pessoa, contrapondo-se narrao de Dom Casmurro, que feita, como se sabe, pelo protagonista Bentinho, na primeira pessoa.

A inteno do autor desmistificar a narrao de Bento Santiago para anular a influncia do personagem-narrador na opinio do leitor sobre a questo do adultrio em torno de Capitu.

A personagem, depois de morta, se revolta com o depoimento do seu marido, em Dom Casmurro, e descreve toda a sua trajetria de vida ao lado de Bentinho. Capitu se defende da acusao de adultrio, expondo fatos que Bentinho omitiu no seu testemunho. Marilene Felinto, no artigo Hoje isso tem o nome de crticafico, explica a inteno do autor, ao afirmar que: Proena Filho faz uma espcie de libelo feminista, uma vingana da Capitu que teria por objetivo restaurar sua imagem de leviana criada por Bentinho.

A autora promove um encontro entre uma das principais personagens da literatura portuguesa, Maria Eduarda, com a mais clebre figura feminina da literatura brasileira, Capitu.

O enredo se desenvolve no final do sculo XIX, no exlio das personagens. A pea teatral descreve a relao e o confronto entre as personagens femininas de Dom Casmurro e de Os Maias93, em que ambas expem seus lamentos e relatam como eram suas vidas antes de serem exiladas. Ao contrrio de muitos predecessores romancistas e ensastas, a autora no busca solues quanto questo do adultrio de Capitu, apresentada no romance de origem.

Maria Velho da Costa acrescenta, Hoje isso tem o nome de crtica-fico. Folha de S. Paulo, So Paulo, 11 mar. O conto Capitu sou eu, de Dalton Trevisan, narra o envolvimento de uma professora de literatura com seu aluno, que se destaca dentre a classe por ser o nico a acreditar que Capitu realmente cometeu o adultrio. Sem muitos argumentos, ele responde questo de uma prova acusando a personagem e julgando-a como uma mulher qualquer. A atrao fsica da professora pelo aluno torna-a uma mulher submissa, disposta a atender a todas as exigncias do garoto para t-lo por perto.

O texto se distancia bastante do romance de Machado de Assis porque Capitu, no conto, um modelo de mulher, criado pelo aluno, ao qual a professora se compara.

No filme o diretor transformou o piv do cime doentio de Bentinho, Escobar, em Miguel, dono de uma produtora. Ana, apelidada como Capitu na infncia pelo melhor amigo, Bento, trabalha para Miguel como atriz. Miguel reencontra seu antigo amigo, o engenheiro Bento.

O trio se encontra e Bento revive sua paixo de infncia por Ana. Os dois se casam e tm um filho. Aps uma discusso do casal, Ana morre em um acidente de trnsito. Bento queima o envelope do exame, esquece a dvida que tinha e decide criar o filho que suspeitava ser de Miguel.

Ao multiplicar a Capitu de Dom Casmurro em suas obras, os escritores apresentados neste captulo enaltecem a personagem de origem, ao mesmo tempo que, por vezes, desafiam a narrativa machadiana, parodiando-a. Toda produo literria acerca da Capitu machadiana gera novos admiradores e estimula outros escritores a elaborarem outros.

A personagem feminina Capitu apresentada ao leitor sob a narrao persuasiva do seu marido, Bentinho, em Dom Casmurro. As suas diferentes identidades revelam uma mulher disposta a ir alm do confinamento atribudo s mulheres do sculo XIX.

Ir alm do que imposto s mulheres no mbito de sua atuao social um dos temas discutidos em torno da questo do gnero. Esse espao do presente estudo destina-se a analisar a personagem machadiana, Capitu, inserida no contexto de gnero. Jane Flax, em Psmodernismo e as relaes de gnero na teoria feminista, explica o que envolve as relaes de gnero: o estudo das relaes de gnero inclui temas que so em geral considerados caracteristicamente feministas, mas no se limita a eles: a situao das mulheres e a anlise da dominao masculina.

O sculo XIX foi marcado por muitas transformaes, destacando-se o desenvolvimento do capitalismo, o crescimento da vida urbana, a consolidao de ideais burgueses, responsveis, em grande parte, pela organizao familiar, incluindo-se a os direitos e deveres de homens e mulheres. Nas principais cidades brasileiras, apesar das mudanas que aos poucos surgiam, havia ainda um cdigo de socializao, para as mulheres, restrito ao ncleo familiar.

FLAX, Jane. Ps-modernismo e as relaes de gnero na teoria feminista. Ps modernismo e poltica. Nesse cdigo, a autora defende que a rua um local que define valores diferentes para as mulheres.

Ou seja, a rua no era um espao freqentado por mulheres respeitadas e pertencentes s famlias de classe alta. Como a rua era um lugar circunscrito s mulheres de classes dominantes, pois no era um espao que lhes era permitido freqentar, a expanso do seu espao social, do interior da casa at a rua, pode ser vista como uma atitude de libertao.

Pois somente as mulheres brancas e pobres, prostitutas e escravas tinham a permisso de freqentar a rua, visto que esse era o seu espao de ganho de sobrevivncia ou a geografia de sua marginalidade. A rua - que antes definia qual a nomeao da mulher, segundo o cdigo de socializao: a proibio legitimava dignidade e condio social superior; a freqncia caracterizava descrdito e posio social inferior - passou a significar um avano que a condio feminina conquistou naquele sculo.

As escolas femininas eram poucas na primeira metade do sculo XIX e davam s alunas noes limitadas de portugus, clculos, geografia, histria, francs e trabalhos manuais. Nessa poca a taxa de analfabetismo era demasiadamente alta. Porm, com a introduo e expanso do gnero romance no Brasil, o pblico feminino marcou uma forte presena entre os leitores. Os escritores pertencentes a esse tempo se preocuparam com a produo de jornais e revistas familiares, que se destinavam ao pblico das leitoras, com a crena de que esse pblico aumentaria cada vez mais.

Ou seja, a influncia do pblico de leitoras se sobreps fora de criao do escritor. Embora a leitura e a preferncia feminina tenham sido qualificadas como inferiores masculina, o interesse dos escritores era enfocar o pblico de leitoras que recebia e consumia os seus romances. Nos encontros femininos, as atividades centravam-se em momentos de bordar, costurar, trocar confidncias e, sobretudo, de ouvir uma leitura em voz alta. A leitura feminina.

Para Capitu, no romance Dom Casmurro, a leitura e a aprendizagem obtida na escola estimulavam sua curiosidade e o seu desejo de buscar novos conhecimentos: As curiosidades de Capitu do para um captulo Lia os nossos romances, folheava os nossos livros de gravuras, querendo saber das runas, das pessoas, das campanhas, o nome, a histria, o lugar.

No romance machadiano, Capitu desejava abandonar sua origem humilde e inserir-se na alta sociedade. Sua ambio foi unida ao seu sentimento de amor por Bentinho, pois o rapaz pertencia a uma famlia de classe alta. No sculo XIX, as mulheres casavam-se muito cedo e tinham muitos filhos, sendo consumidas pelos partos, pelos afazeres domsticos e pela administrao da escravaria.

A famlia representava uma instituio na qual a mulher destacava-se pelas suas atribuies e responsabilidades domsticas, sempre submissas ao poder masculino.

Verena Stolcke, no texto Los trabajos de las mujeres, relata a funo da mulher casada dentro do mbito domstico:. A domesticao da mulher em definitivo um produto do controle do homem sobre a sua sexualidade e capacidade reprodutora da mulher devido ao interesse de perpetuar o acesso desigual aos meios de produo. Uma vez casadas, as mulheres deveriam sair de casa apenas para ir Igreja e visitar doentes da famlia e, mesmo assim, sempre acompanhadas.

Capitu no teve um destino muito. Los trabajos de las mujeres. Sociedad, subordinacin y feminismo. Bogot: Asociacin Columbiana para lo Estado de la Pobacin, Usos e abusos da categoria de gnero. Y nosotras latinoamericanas? Capitu sabia que o casamento, para ela, alm de ser um meio de oficializar a unio com o namorado de infncia, tambm era uma forma de concretizar seus planos de vida. Contrariando os costumes da poca, foi ela quem partiu para a conquista, ainda na meninice.

Depois de ter riscado seu nome e o nome de Bentinho no muro, valeu-se da curiosidade do amigo, para, na presena dele, apagar o que havia escrito. Essa atitude acendeu em Bentinho o desejo de ler o que ela escrevera. Dei um pulo, e antes que ela raspasse o muro, li estes dois nomes, abertos ao prego, e assim dispostos: Bento Capitolina. Pedi-lhe que levantasse a cabea, podia ficar tonta, machucar o pescoo. Cheguei a dizer-lhe que estava feia; mas nem esta razo a moveu. Levanta, Capitu! No quis, no levantou a cabea, e ficamos assim a olhar um para o outro, at que ela abrochou os lbios, eu desci os meus, e As atitudes de Capitu surpreendiam Bentinho e, assim, a menina de Matacavalos conquistou o que almejava.

Entretanto, para a unio matrimonial se concretizar, houve um perodo de espera para o jovem casal de namorados. Capitu, alm de ter aguardado Bentinho sair do seminrio, esperou-o at que ele se formasse em Direito, em So Paulo. A vida de recmcasados era repleta de alegrias, porm no demorou muito para a felicidade conjugal ser ameaada. Os cimes de Bentinho brotaram logo nos primeiros bailes que o casal freqentara. Tais festas eram, no sculo XIX, praticamente as nicas ocasies em que as damas participavam da vida social.

Certa vez, Capitu foi repreendida pelo marido por causa dos braos nus que deixava mostra nos trajes que vestia. Durante o namoro, Bentinho havia 98 A reao de Bentinho resulta nas mangas compridas do vestido de Capitu. Durante o casamento, esse sentimento se acentuou, estendendo-se at aos pensamentos de sua esposa. Venho explicar-te que tive tais cimes pelo que podia estar na cabea de minha mulher. Os cimes dele se intensificaram aps ele ter interpretado que as lgrimas e a expresso de Capitu, direcionada ao falecido Escobar, no caixo, fossem de algum que no havia perdido somente um amigo.

A mania que o filho de Capitu tinha em imitar as pessoas, em especial Escobar, e as semelhanas que Bentinho acreditava que havia entre ambos, conforme a criana crescia, provocaram a desconfiana de que Ezequiel fosse filho de Escobar. Capitu passou a sentir a frieza e a amargura do marido, sem saber que a atitude dele era resultante da sua raiva e do seu desejo de vingana, conforme se pode entender a partir da observao de Maria Rita Kehl, no texto A mnima diferena: J sabemos que o homem odeia o que o aterroriza.

Ela foi comparada, pelo marido, com Desdmona e ele conclui que Capitu devia morrer. Convencido da culpa de Capitu, ele imagina um triste fim para a esposa ao compar-la com Desdmona que, embora inocente, fora morta pelo marido com um travesseiro. Bentinho transporta Capitu para a tragdia shakesperiana e questiona o que o personagem Otelo usaria para matar Capitu. Bentinho descreve, inescrupulosamente, como mataria Capitu de forma cruel: um travesseiro no bastaria; era preciso sangue e fogo, um.

Maria Rita. A mnima diferena. Morre de febre tifóide 11 meses depois, em Jerusalém. Eu também tenho uma teoria meio maluca: Além da mistura de menina e mulher, traz nos olhos grandes e claros um fluido misterioso que deixa Bentinho completamente seduzido.

O que ama mais do que tudo isso? A amizade entre Capitu e Escobar vai crescendo e gerando uma grande desconfiança em Bentinho, que aumenta ainda mais quando descobre que Escobar morreu afogado em um mar revolto. Os textos dessas palestras compõe a primeira gloo do livro e ajudam o leitor a entender todas as nuances do romance de Machado de Assis. Capitu e Ezequiel, cansados de serem ignorados, se mudam para a Suíça e anos mais tarde, ela morre e seu filho volta para o Rio de Janeiro para ficar por seis meses.

Uma fatalidade tira a vida de Escobar, acpitu morre afogado no dia seguinte. Quem nunca estudou sobre o livro Dom Casmurrodo Machado de Assisna escola, seja para fazer o Enem, seja para ganhar alguns pontinhos em Literatura? No enterro de Escobar, o protagonista nota que Capitu chora muito e olha para o defunto de um jeito diferente. O casal Escobar e Sancha geram uma filha, Capituzinha. A série passou bem na epoca do meu vestibular e fiquei apaixonada por ela. Mas me surpreendi com o pequeno Bentinho e a lindíssima Capitu!!

A menina era mais gata quando nova do que quando cresceu!!! Eles conseguiram ser extremamente fiéis ao livro, mesmo inovando no estilo da narrativa!! Ficou muito bom, muito bem sacado!! Demais mesmo!!! Creio eu que ele era apenas excêntrico, o que para Bentinho era confuso…. Depois mando ae o link de mim mesmo tocando!! Uruguai e Gana pelas quartas de finais. Ao vencedor uma vaga nas semi-finais.

Ao perdedor o fim da copa. Cobrança de falta de Gana. O gol da vitória era iminente […]. GPS Celular. Jogos Xbox Jogos PS3. Notebook Netbook.